Home / Artigos / A ignorância vai sempre prejudicar a sua vida
A ignorância vai

A ignorância vai sempre prejudicar a sua vida

A ignorância vai sempre prejudicar a sua vidaExiste um provérbio português que resume bem: a ignorância é a mãe de todos os vícios. E acrescentamos: a ignorância vai sempre prejudicar a sua vida.

Vamos refletir sobre isso. E sobre como você pode (e deve) se livrar da ignorância.

Aliás, algumas vezes eu fico até otimista, o que me dá motivação para continuar me empenhando ao máximo. Continue lendo que entenderá por que estou dizendo isto.

Maravilhoso e sensacional

Exatamente no vídeo onde eu questiono sobre a inteligência do brasileiro (CLIQUE AQUI para assistir), Almir comentáriosRogério disse que deveria ter me escutado há mais tempo, Pedro afirmou que eu tenho ótimo senso crítico e não sou egoísta em investir no mais próximo, Rosalinda classificou minhas palavras como maravilhosas, Rafael me deu parabéns e, num comentário bem recente, Mateus Mendes avaliou meu canal como sensacional.

Em primeiro lugar, agradeço as palavras generosas. Mas eu tenho um recado a acrescentar não só dedicado a essas pessoas como a todos que assistem ao meu canal.

Não importa que você discorde do que eu disse em alguns dos meus vídeos ou do que eu vier a dizer nos próximos vídeos. Eu respeito as opiniões contrárias às minhas, e respeito muito… Mas desde que venham de quem realmente sabe o que diz, de quem faz críticas demonstrando que domina o assunto e que estuda. Estes terão de mim um interlocutor eternamente dedicado ao aprendizado.

Panorama do mundo

Mas vamos falar sobre o mundo atual.

A população mundial atualmente está acima de 7 bilhões de pessoas. As previsões são de que, em 2030 – portanto, daqui a apenas 11 anos – vai ser de 8,6 bilhões.As suas mãos estão limpas

Desses mais de 7 bilhões, mais de 2 bilhões estão na miséria. Estamos falando de miséria, porque, se formos falar em pobreza, é cerca de metade da população mundial que pode ser considerada pobre.

Nascem no mundo cerca de 76 milhões de pessoas por ano.

Dá para concluir, obviamente, que a maior parte dos que nascem permanece na pobreza.

Guerra entre rivais

A grande rivalidade antigamente era entre a antiga União Soviética e os Estados Unidos. Hoje é a China a maior rival dos americanos.

RIVALIDADE 1Os Estados Unidos, que jogaram a bomba atômica em 1945 nas cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki, destruindo tudo e provocando grande trauma na população do país oriental, são o único país que já usou armas nucleares em guerra ou para dizimar populações civis.

Em 1954 os Estados Unidos testaram a bomba de hidrogênio no oceano pacífico.

As armas nucleares se expandiram no mundo. Rússia, Reino Unido, França, China, Israel, Índia, Paquistão, Irã e Coreia do Norte já dominam ou já começam a testar seus arsenais nucleares. Se é que eu não estou me esquecendo de ninguém.

Trump atrás do muro

Os Estados Unidos enfrentam hoje a maior paralisação parcial da sua máquina estatal porque o presidente Donald Trump não está conseguindo aprovar no Congresso a verba de 5,7 bilhões de dólares para construir um muro na fronteira com o México.

A oposição democrata se recusa a aprovar a verba. E dois importantes senadores republicanos, ou seja, do partido de Trump, demonstraram sua insatisfação com a intenção do presidente americano de se valer de poderes extraordinários para forçar a obtenção de verba para construir o muro. O impasse, até a postagem destas nossas reflexões, permanecia.

México menor

Não é de hoje que os Estados Unidos brigam com o México. A guerra entre os dois países, de 1846 a 1848, fez com que o México perdesse quase a metade do seu território para os Estados Unidos.paz e liberdade

Como você acha que o mundo está hoje? E como você acha que estará daqui a alguns anos?

Se é que vai durar tudo isso…

Fanatismos são agravantes

Está bem, esse negócio de fim do mundo soa sempre como teoria da conspiração. Mas este pequeno relato que eu fiz não expõe toda a complexidade da atual situação internacional, porque não citamos ainda sequer os conflitos seculares entre árabes e judeus.

PAZAinda assim, garanto que dá pra perceber que a coisa não está fácil. E que a tendência é piorar.

Em meio a essa complexidade do mundo, fanatismos ideológicos e religiosos, além da ignorância de gigantesca parte da população, que se deixa manipular, só pioram a situação.

Conflitos e tragédias

Eu me pergunto sempre: de que servem as ideologias? Para acusar o lado oposto? Elas levam ao que eu chamo sempre de ideologismos, pois todos os fanatismos produzem tragédias.

Veja o caso da recente prisão do italiano Cesare Battisti. A direita brasileira tira proveito do episódio alegando que ele é um terrorista comunista.antagonismos

Se praticou realmente os crimes, obviamente tem que ser preso. Mas a mesma direita que tenta faturar politicamente com o episódio defende e até homenageia o coronel Ustra, um torturador carniceiro que já morreu mas que nunca pagou pelos crimes que cometeu.

Questão de ideologismo

A alegação da direita é de que os inimigos que ele torturava e matava eram de esquerda. Quer dizer que as ideologias (ou os ideologismos, como eu prefiro sempre chamar) servem para proteger assassinos do mesmo grupo de fanáticos e para exigir justiça apenas para os adversários? Isto é justiça? E a população, ignorante politicamente, aplaude…

A chamada China comunista condenou à morte um canadense acusado de tráfico de drogas. Seria uma retaliação à prisão, no Canadá, de uma representante de empresa chinesa de grande porte.

O mundo sob ameaça

guerrasConflitos diplomáticos sempre colocam o mundo em risco. Por trás desses conflitos, ideologismos, fanatismos e a incapacidade da tal Humanidade de tomar vergonha na cara. Não é à toa que, como já dissemos em outra das nossas postagens (e o link do vídeo também vai logo AQUI), os ufólogos já estariam prevendo que extraterrestres estão chegando para salvar a Terra.

O motivo da interferência dos extraterrestres seria de que uma explosão nuclear acabaria tendo repercussões desastrosas no Universo e afetaria outros planetas. Não é difícil de acreditar. Quem já estudou pelo menos um pouco de astronomia e ciências afins sabe que o Universo trabalha em harmonia, o que lhe dá sustentação para continuar existindo.

Mudar a realidade é possível?

Falar em pobreza no mundo, que nós já vimos que é expressiva, não tem o objetivo de esquentar o debate entre as facções totalitárias  à direita e à esquerda, mas sim perguntar: como resolver isso tudo? Estamos falando de realidade, e os números não mentem.pobre

O muro que Trump pretende erguer tem como objetivo estancar a migração dos mexicanos que diariamente tentam entrar em território americano, muitas vezes encontrando a morte pelo caminho. O mesmo drama é vivido pelos refugiados que tentam se livrar do inferno predominante nos países destruídos por guerras onde tantas crianças são massacradas. E não apenas crianças, evidentemente.

Caminhos tortuosos

Falar em pobreza, em miséria, em refugiados e em massacres não é defender nem comunismo nem capitalismo. Como já vimos, no mundo todo existem tragédias.

O cerne de todo esse drama está concentrado numa coisa chamada Humanidade, autofágica em sua caminhada ao longo da História. Essa Humanidade conquista progressos, com o desenvolvimento de tecnologias que servem para a vida e para a morte. E como ficará a população pobre que hoje já morre de fome, diante do que está por vir por aí?

Incluir ou excluir?

incluirJá ressaltamos em outros artigos e vídeos que só existem dois grupos que agem diante da pobreza e da miséria: os includentes e os excludentes.

Enquanto populações imensas não têm sequer o que comer, nem as mínimas condições de morar, nem consegue sequer uma mísera renda para tentar sobreviver em meio ao caos, a pergunta que surge é: onde estarão esses pobres e miseráveis quando a tecnologia se expandir ainda mais e fazer com que mesmo atividades braçais não encontrem lugar?

 

Qual é o seu papel?

É preciso aclarar pensamentos para não propagar equívocos. A questão mais uma vez não é criticar avanços tecnológicos, mas questionar qual o caminho a ser tomado pela Humanidade.mãos

Pergunte a si mesmo(a): qual é o meu papel nisso tudo?

Eu estou fazendo alguma coisa de útil para melhorar o mundo?

Ou me preocupo apenas com frivolidades, superficialidades, idiossincrasias, aparências e banalidades?

O sabor do saber

Uma das perguntas que se colocam em primeiro lugar é: você cultiva o saber?

Porque só assim você poderá atuar no debate em torno desse impasse que precisa ser resolvido nesse caminho da Humanidade.saber

Não se pode deixar de reconhecer que a ignorância escravizante – entre outros fatores já citados aqui – também faz parte desse caldo de tragédias que resulta nesses impasses gigantescos e aparentemente insolúveis.

A questão é que, se é verdade que a ignorância é a mãe de todos os vícios, como ensina o provérbio português, cabe-nos acrescentar que a ignorância é sempre igualmente proporcional à incapacidade de reconhecer-se como tal. Bem como é proporcional à rejeição ao gosto pelo saber.

A sua vez de dizer

Busque o saber como forma de participar da discussão de uma saída para o mundo. E também como forma de escapar com vida e poupar vidas num mundo que está, inequivocamente, à beira de um grande impasse. Cuja tendência, segundo as evidências, é de se agravar.debate

E você, vai continuar aí parado? Pensando só na sua vidinha?

Seremos todos culpados se a tragédia vier?

Pense nisso. É o desafio que eu lanço aqui e agora. Enquanto é tempo.

Mas, atenção: não estou falando nada, absolutamente nada contra o lazer. Eu também adoro me divertir.

Mas você vai conseguir se divertir se vier um conflito atômico de dimensão mundial?

Continue pensando. E me diga nos comentários o que você acha de tudo isso.

About Gerson Menezes

Gerson Menezes é jornalista, escritor e empresário. Possui uma extensa rede de sites e três canais no YouTube. Em sua carreira profissional ministrou aulas como professor universitário durante 10 anos e atualmente se dedica à atividade de empreendedor digital. Em sua atuação em jornais, revistas, assessorias de comunicação, emissoras de rádio, livros publicados, artigos na internet, já produziu mais de 15 mil textos. Parte dessa produção está em seu site pessoal, no endereço http://www.gersonmenezes.com.br (Acesse em PC/notebook. Não acessível em dispositivos móveis por conter abertura em flash). Essa produção permanece em ritmo acelerado, pois há novos textos de sua Autoria sendo continuamente publicados em blogs de artigos e em sua rede de sites, direcionados a vários nichos de mercado. É também proprietário da empresa Texto e Vídeo Produções. Seu mais novo endereço na internet engloba toda a sua rede e abrange os segmentos de Educação, Motivação, Dinheiro, Saúde, Relacionamento, Mulher, Audiovisual e Turismo. Visite: https://www.pegseuebook.com.br

Participe com seu comentário

Importante
Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso de cookies.