Home / Artigos / Número de milionários aumenta. Você vai ficar de fora?
Número de milionários aumenta. Você vai ficar de fora?

Número de milionários aumenta. Você vai ficar de fora?

mundoO número de milionários no mundo está aumentando. Segundo a consultoria de gestão Boston Consulting Group, o número total de domicílios milionários atingiu os 16,3 milhões em 2013. A riqueza privada do planeta, ou seja, o dinheiro administrado por instituições de gestão de fortunas e bancos voltados para alta renda, cresceu 14,6% de 2012 para 2013, passando de US$ 132,7 trilhões para US$ 152 trilhões, o que equivale a quase dez vezes o PIB dos EUA, a maior economia do planeta.

A nota negativa é que a miséria também está aumentando, com os níveis médios de pobreza superando, em muito, os da riqueza. Segundo a mesma consultoria de gestão, a miséria assume sua face mais desesperadora na maior parte dos países de continentes como a África, a Ásia e a América Latina.

Dado desalentador: o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) mundial, segundo os parâmetros da Organização das Nações Unidas (ONU), aponta que 1,57 bilhão de pessoas vivem em estado de “pobreza multidimensional”, o que representa cerca de 30% do universo da população avaliada.

É uma realidade lamentável, mas ao mesmo tempo uma evidência daquilo que sempre foi dito neste espaço: não é incentivando a pobreza que se chegará ao equilíbrio. Obviamente é necessário reconhecer que o culto à pobreza, praticado por algumas religiões e crenças, é uma maneira de controle social, de forma a apaziguar os ânimos dessa imensa população de miseráveis.

As agências de notícias enfatizam como fatores identificados do aumento da riqueza o vigor dos mercados de ações, a estabilidade das economias industrializadas (EUA e Europa) e as políticas monetárias adotadas.

Seria necessário promover uma verdadeira reviravolta em termos de mecanismos que propiciem distribuição mais equânime da riqueza. Em resumo: incentivar a pobreza é um contra-senso. Os que se situam nessa faixa da população mais empobrecida são mantidos alheios até mesmo à conscientização de que têm direito de passarem a usufruir uma vida digna.

O culto à pobreza, ou seja, passar “a mão na cabeça dos pobres”, configura-se, portanto, como uma forma de obter exatamente o contrário: a imobilidade dessa imensa população quanto aos seus direitos a uma vida com dignidade, diante de uma situação dramática, que na verdade prejudica a todos, uma vez que o fosso social potencializa mazelas como a violência, uma das realidades mais trágicas decorrentes desse profundo contraste.

Produzir riqueza é o grande desafio a ser enfrentado com mais sabedoria, e não acomodar a pobreza “em seu devido lugar”.

Não nos compete aqui fazer análise social, apontando providências básicas e elementares que precisam ser adotadas para reverter esse quadro, tais como educação e informação.`

Número de milionários aumenta. Você não pode ficar de fora

O melhor curso para dominar a Internet. Clique no banner e conheça

 

Na verdade, o diagnóstico em relação a essa problemática é por demais conhecido, mas sua resolução depende, efetivamente, de uma decisão/ação política direcionada a mostrar, efetivamente, resultados positivos.

 Nosso objetivo é demonstrar que as formas de produzir riqueza devem estar acessíveis a parcelas cada vez mais amplas da população, em vez de incentivar o gessamento de uma realidade cruel, que precisa, ao contrário, ser combatida.

O empreendedorismo digital vem sendo apontado, já há algum tempo, como atividade produtora de riquezas. Seu avanço é incontestável, em decorrência de vários fatores, entre os quais pode-se identificar a necessidade que as pessoas têm de levar uma vida mais confortável, em que tudo fique mais fácil de se fazer, de se obter e de se usar.

Evidencia-se desta forma seu potencial permanente de crescimento, de expansão, de ampliação, ou seja, apenas expressões positivas mesmo diante de realidades tão adversas.

Crie seu espaço nesse mundo de tantas carências sociais. No empreendedorismo digital devem estar engajadas pessoas que visam – não podemos ignorar – o seu próprio bem estar, além de liberdade, conforto e outras características que todo ser humano almeja.

Mas um dos princípios sempre mencionados é que compete também ao empreendedor digital ajudar as pessoas a atingirem esse ideal.

Caracteriza-se a atividade, portanto, não apenas como forma de produzir riqueza, mas também como a mais efetiva demonstração de que, sendo essa riqueza produzida em conjunto, em parceria e de forma democraticamente fomentada para que um número cada vez maior de pessoas possa valer-se de seus benefícios, o mundo se tornará um lugar muito melhor para se viver.



Leia o artigo 8 Passos Para Transformar Sua Vida Financeira e Ficar Rico, no site Dinheiro Saudável, clicando AQUI.



Não perca a oportunidade de conhecer este curso:

Curso excelente para fazer sua lista e ampliá-la de forma fantástica

 

VOLTAR

About Gerson Menezes

Gerson Menezes é jornalista, escritor e empresário. Possui uma extensa rede de sites e três canais no YouTube. Em sua carreira profissional ministrou aulas como professor universitário durante 10 anos e atualmente se dedica à atividade de empreendedor digital. Em sua atuação em jornais, revistas, assessorias de comunicação, emissoras de rádio, livros publicados, artigos na internet, já produziu mais de 15 mil textos. Parte dessa produção está em seu site pessoal, no endereço http://www.gersonmenezes.com.br (Acesse em PC/notebook. Não acessível em dispositivos móveis por conter abertura em flash). Essa produção permanece em ritmo acelerado, pois há novos textos de sua Autoria sendo continuamente publicados em blogs de artigos e em sua rede de sites, direcionados a vários nichos de mercado. É também proprietário da empresa Texto e Vídeo Produções. Seu mais novo endereço na internet engloba toda a sua rede e abrange os segmentos de Educação, Motivação, Dinheiro, Saúde, Relacionamento, Mulher, Audiovisual e Turismo. Visite: https://www.pegseuebook.com.br

Participe com seu comentário

Importante
Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso de cookies.